Quando a chegada do bebê abala o casamento

Há quem diga que o casamento só se fortalece com um bebê. Algumas pessoas, podem até decidir ter filhos com a esperança de que isso aconteça. Nem sempre é assim. Às vezes, a chegada do bebê pode trazer algumas crises para a relação. O modo com o casal lida com as mudanças é determinante.

O que muda com a chegada do bebê

Pouco tempo de dedicação para o casamento

Uma criança, especialmente um bebê, exige muito tempo de ambos. Por causa disso, é escasso o tempo que o casal têm um para o outro. O casal pode não conseguir mais dormir junto, especialmente quando o bebê ainda não tem seu relógio fisiológico definido.

Neste momento, é importante que o homem seja bastante compreensivo, além de se esforçar para que a intimidade do casal não se perca. É importante que o homem tente encontrar novas formas de estar presente na vida da sua esposa, especial acompanhando-a nos cuidados com o bebê.

Relação sexual menos frequente

Sem duvidas, essa é uma das mudanças mais perceptíveis. Agora, o sexo exige planejamento. Estabelecer horário e local, além de ter que se limitar a uma “rapidinha” na maioria das vezes. Essas mudanças podem deixar a relação sexual menos prazerosa para algumas pessoas.

Devido as mudanças físicas, a mulher também pode se sentir insatisfeita com a própria aparência. Com a autoestima baixa, ela pode se afastar mais do marido, até que se sinta mais confortável com sua aparência. Isso também vai refletir na vida sexual do casal.

A queda do desejo sexual da mulher é bastante comum, devido as alterações hormonais. Essas mudanças podem durar de 90 dias até 1 ano após o nascimento do filho. A ginecologista e sexóloga Carolina Ambrogini, deu uma entrevista para a Revista Viva Bem afirmando que é importante não deixar o tempo corre demais, para que a intimidade do casal não fique comprometida.

Alteração emocional e esgotamento físico

A pressão por ter um bom desempenho na maternidade e na paternidade pode trazer bastante estresse para a vida do casal. É importante tentar impedir que esse estresse se converta em brigas maiores, compreendendo que a raiva não tem origem um no outro, mas em uma situação que precisam vivenciar juntos.

Muito disso acontece pela mudança na rotina, que pode aparentar estar fora de controle e bagunçada. O casal pode ter dificuldades em lidar com a presença mais frequente de familiares. Neste caso, pode ser bom estabelecer algumas regras, para ter o mínimo de organização possível, como a hora que vão receber as visitas ou hora de jantar.

Dívidas e novos gastos

Sempre que falamos de alterações emocionais e esgotamento físico referente a um novo filho, tende-se a pensar que isso acontece apenas com a mãe. Entretanto, o pai do bebê também enfrenta seus próprios conflitos.

A questão econômica vem direto para o pai, já que em um primeiro momento é o único que poderá trabalhar. Ainda que tenham boas condições financeiras, o pai poderá se sentir pressionado à garantir uma boa estabilidade ao filho, especialmente se prevenindo caso tenha algum problema de saúde.

Problemas financeiros são grandes causadores de crises matrimoniais, pois o pensamento do outro fica totalmente voltado para esse problema. Afinal, dinheiro é questão de sobrevivência.

União e foco

Os conflitos irão aparecer e podem causar sofrimento e desestabilização no casamento. Não há como impedi-los, mas é possível proteger o relacionamento de uma crise.  É importante mostrar que se importa com o relacionamento e falar abertamente sobre o que está acontecendo.

Este é um momento em que ambos se sentirão sobrecarregados, por isso, ajuda bastante se as tarefas forem dividias entre o casal de acordo com a possibilidade de cada um. Permitir um momento de descanso ao outro será bom para recarregar as energias e também mostrar que se importa com bem-estar do outro.

Valorizem as pequenas e grandes conquistas, comemorem e se divirtam juntos. Os prazeres são bastante importantes para que a família e o casamento não sejam apenas sinônimo de estresse.

Todo estresse e medo são passageiros. Uma situação nova sempre trará um pouco de angústia, mas nada que não possa ser superado. Se o casal está realmente unido, isso será apenas mais um desafio que será vencido.

Author:
Teóloga e estudante de psicologia. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.

Contact Us

Remarcações podem ocorrer até 3 hora(s) antes sem custo adicional