O que ninguém te contou sobre sexo

Sexo é um assunto cheio de tabus e estereótipos. Essa visão limitada do que ele é, nos impede de vivenciá-lo da melhor forma possível. Aqui não vou falar de nenhuma estratégia de sedução ou posição coringa, mas das coisas que ninguém te contou.

Adolescentes aprendem sobre sexo da forma errada. Eles aprendem sobre proteção, DSTs, gravidez, prazer, pornografia… Tudo que é superficial. Mas a sexualidade também é afetiva e espiritual.

A sexualidade reflete a autoimagem

Esse é um ponto muito importante. As pessoas não percebem o quanto a vida sexual reflete sua autoimagem, seja pelo modo como ela acontece ou, até mesmo, pela ausência de relações sexuais.

Em relacionamentos longos, fica mais evidente ainda as alterações que a autoestima experiencia. Pois, a intimidade do casal se altera junto.

Sexo tem valor emocional

Ainda que algumas pessoas digam que a vida sexual é só prazer, existe em seu intimo uma questão emocional emergente. Seja necessidade por reconhecimento social, busca por afeto ou procura pelo Eu completo.

Sexo nunca é apenas sexo. Ele sempre quer expressar algo que a boca já não fala mais, seja na vida de solteiro ou na vida a dois.

É uma necessidade no matrimônio

A satisfação na sexualidade é um pilar importantíssimo no casamento. Porque, é essa intimidade que faz o casal se sentir próximo e proporciona prazeres que os tornam confidentes e exclusivos um do outro.

Nem sempre é prazeroso

Falar sobre isso é um grande tabu e essa frase pode até ser inesperada para algumas pessoas. Porém, é preciso ver o assunto de forma realista.

Para algumas pessoas, a relação sexual não é prazerosa

  • Quando falta compatibilidade entre o casal
  • Quando a pessoa não se entrega emocionalmente
  • Quando os desejos de uma pessoa são negligenciados
  • Quando passa por momentos de ansiedade ou estresse
  • Quando existe um problema de saúde
  • Quando existe culpa por realizar o ato

Reflete o relacionamento

Assim como o sexo é necessário para manter o relacionamento estável, ele reflete a forma como o casal está em seu íntimo. Assim, quando a relação está conflituosa e instável, a vida sexual se comporta da mesma maneira.

Se o casal se sente mais distante emocionalmente, logo as relações sexuais ficarão mais distantes também. Porém, se o casal se sente próximo, as relações tendem a apresentar mais carícias e durarem por mais tempo.

Alguns casais tentam fechar os olhos para conflitos, porém eles se manifestam no sexo. Por isso, falar sobre sexo na terapia de casal é muito importante para a compreensão do casamento no presente

Author:
Teóloga e estudante de psicologia. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.

Contact Us

Remarcações podem ocorrer até 3 hora(s) antes sem custo adicional