Como lidar com um marido viciado em Pornografia

Depois que houve a pandemia do Covid-19, a busca de tratamento para vício em pornografia aumentou. Ainda assim, esse assunto é considerado um tabu e muitas mulheres não sabem como lidar com esta situação.

Todo vício causa sofrimento na pessoa que o vive e também na sua família. Porém a pornografia interfere na vida familiar de uma forma particular, afetando a relação conjugal na sua área mais intima.

Lidando com o vício em pornografia

“É como se tivéssemos criado um tipo de heroína cem vezes mais poderosa, que pode ser utilizada na intimidade da própria casa e se injeta diretamente no cérebro através dos olhos.” Dr. Jeffrey Satinover

O primeiro passo para lidar com qualquer tipo de vício, é admitir que ele existe e que é perigoso. O segundo passo é se informar para evitar que preconceitos atrapalhem a recuperação;

Busque conhecer o máximo possível sobre a pornografia: como ele se inicia, o que a pessoa sente e como se faz o tratamento. Desta forma, você saberá como ajudar seu marido.

Mas além de conhecer de forma generalizada, é importante entender como esse vicio se instalou na vida desta pessoa. Por isso, conversar é a chave para uma verdadeira compreensão.

Entenda a história dele, não tenha medo de fazer perguntas e deixe claro que deseja saber dessas coisas para ajudá-lo. Com isso, incentive a busca por tratamento e reafirme seu apoio.

Mostre interesse no sucesso dele. Não diga nada que o deixe mais culpado ou mais envergonhado. Assim, mostre que seus comportamentos são ruins, mas podem ser vencidos.

Proponha atividades ao ar livre, como caminhada ou passeios, também estimule-o a construir outro hobbie. Assim, o prazer ganhará significados mais saudáveis. Também, pode investir em momentos a dois, como jantares ou momentos mais caseiros, como assistir filme e comer pipoca.

E como fica a esposa?

É natural que a mulher se sinta constrangida, traída e insuficiente. Em alguns casos, é aconselhável que o casal faça Terapia de Casal para conseguir lidar com os impactos da pornografia  no matrimônio.

Entenda que a culpa não é sua, não é por falta de sexo nem por ser menos atraente que isso acontece. Por isso, não se renda aos medos, eles são ilusões. Um casamento com conflitos também não justifica o vício em pornografia. Cada pessoa tem sua própria forma de lidar com as dificuldades da vida.

Não finja que isso não a machuca, seja honesta, mas também libere perdão a ele, mostrando que está lutando ao seu lado. Pois, essa é uma situação que exige apoio mútuo, pois ambos estão feridos emocionalmente.

Saiba que seu marido também sente medo de não ser bom o bastante para você, a pornografia baixa a autoestima. Ela serve como refúgio para questões mais intimas. Por isso, tome cuidado para não destruir o relacionamento com ofensas e discussões.

Além de se preocupar com ele, precisa se preocupar consigo mesma. Por isso, entenda seus limites para não se machucar mais tentando ajudá-lo. Se for preciso, busque ajuda psicológica e espiritual.

 

Author:
Teóloga e estudante de psicologia. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.

Contact Us

Remarcações podem ocorrer até 3 hora(s) antes sem custo adicional