Como identificar um relacionamento abusivo

Muita gente sabe o que é um relacionamento abusivo, mas não sabe como identificar. Principalmente, se isso está ocorrendo na sua vida. Felizmente, existem algumas formas de medir o quanto a relação está sendo boa ou ruim para o casal. Veja como pode analisar.

Sinais confusos

A primeira coisa que eu uso como medida para identificar se uma relação é tóxica com meus pacientes, é a forma como você se sente na maior parte do tempo quando está com a outra pessoa. Emoções entram em conflito com a razão.

Pessoas que vivem em relacionamentos abusivos, tendem a se sentir sobrecarregadas, sufocadas e culpadas na maior parte do tempo. Mesmo que a relação pareça estar bem, sente que tem algo errado.

O pensamento entrega

Quando pensa em suas responsabilidades quanto ao casal, os pensamentos começam com “eu preciso”, “tenho que”, quando deveriam começar com “eu quero”. Por exemplo: Invés de pensar “eu quero convidar ele para sair”, você pensa “eu tenho que convidar ele para sair”

Outra forma de pensar é focar sempre na consequência negativa. Por exemplo: “Não vou lá para ele não brigar” invés de pensar “Não quero ir lá”. O medo da atitude do outro se torna maior do que a tua vontade.

No fundo, você acredita que não será feliz se a outra pessoa não mudar. Assim, segue o relacionamento esperando que um dia essa mudança aconteça.

Insatisfação persistente

Você acredita que já foi mais feliz e mais leve. Hoje, tudo parece trazer problemas e o que era bom não é tão bom assim com aquela pessoa ao lado.

O estresse constante é um dos maiores sinais do relacionamento abusivo. Afinal, a pessoa está sempre pisando em ovos. A briga é esperada, mesmo que demore.

A própria autoestima fica afetada. Mesmo que a outra pessoa te coloque para cima em alguns momentos, não é suficiente para você. Pois, todas as atitudes te levam a sentir o oposto.

Excesso de controle

Ciúmes em excesso é uma forma de controlar o comportamento da outra pessoa, utilizando a sua dor como motivo. A pessoa que faz isso, entende que suas emoções lhe dão permissão para fazer o que bem entender.

Falta de privacidade é comum no relacionamento abusivo. O outro não respeita os limites colocados e insiste em seguir até onde entende que seja seguro para ele. Então, invade a privacidade da outra pessoa e acredita que têm esse direito.

A comunicação manipuladora é utilizada para convencer de que tudo está bem e que suas atitudes são justas. Assim, a outra pessoa se sente insegura e confusa no relacionamento.

Author:
Teóloga e Psicóloga. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.