Autocuidado ou egoísmo?

Autocuidado é uma atitude que pode definir a nossa saúde mental e os nossos relacionamentos, por tanto não é um assunto que deva ser ignorado. Muitas pessoas, atropeladas pelos afazeres do cotidiano, esquecem de si mesmas, lembrando novamente só quando ficam doentes ou algo bem desagradável acontece.

É importante que autocuidado seja um hábito, que ele aconteça diariamente. Algumas pessoas tendem a confundir AUTOCUIDADO com EGOÍSMO. De fato, a linha que os separa pode ser muito tênue, mas existem 5 formas de se cuidar que podem ser praticadas todos os dias!

Cuidado com os extremos!

Exitem dois extremos que podem te prejudicar, ser passivo demais ou ativo demais. A pessoa passiva é totalmente tolerante a tudo e permite que todos a tratem como bem quiserem se subjugando a vontade de terceiros e esquecendo de si mesma. A pessoa ativa (em um sentido ruim), passa por cima de todas as outras para satisfazer a si mesma, magoando e prejudicado quem quer que a atrapalhe.

O ideal é ser assertivo. Para isso, precisa saber qual é a tua necessidade ou o teu desejo, analisar o ambiente e as circunstâncias para saber se esse desejo é realmente apropriado, pensar também sobre quais seriam as consequências do mesmo, pesar em uma balança imaginária os pontos positivos e os pontos negativos.

Você precisa desagradar algumas pessoas

Algumas atitudes que você tomar irão desagradar outras pessoas e isso é comum, não deve necessariamente ser um motivo para preocupações. O que faz deve ter valor e sentido para você, caso contrário, estará vivendo a vida de outras pessoas, não a sua. É o momento de escolher para quem você quer viver.

Também teremos que abrir-mão de objetivos e manias em algum momento. Saberá quando vale a pena esta mudança quando perceber que ela te fará amadurecer e evoluir naquilo que é mais importante para você. Se alguma situação faz você se sentir angustiado, menosprezado e desvalorizado é importante analisar o que está acontecendo.

Talvez seja o momento de sair da zona de (des)conforto que você está. Algumas vezes, é preciso mudar radicalmente, em outras (na maioria) é suficiente tomar pequenas atitudes e mudar pontos específicos que nos incomodam. Uma boa avaliação da sua vida poderá te ajudar a perceber o que deve ser feito, nos momentos em que a emoção é forte demais e interfere na decisão, procure auxílio de um profissional ou de alguém que confie e entenda do assunto,

Tudo começa por você!

autpcuidado

É impossível cuidar de outros se, antes, não aprender a cuidar de si mesmo(a). Ajudar os outros é importante socialmente e nos faz bem, mas é prejudicial quando sacrificamos a nos mesmos. Também é importante saber quais são as pessoas que fazem parte da tua vida, de algumas precisa te aproximar e de outras te afastar.

Jamais deve viver de pura solidão ou conviver apenas com um grupo muito seleto, é saudável abrir espaço para conhecer diversas pessoas. Entretanto, quando colocamos alguém em nossa vida, o cuidado deve ser redobrado, pois essa pessoa irá te influenciar e te afetar em muitas áreas. Isso é ser prudente.

Author:
Teóloga e estudante de psicologia. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.

Contact Us

Remarcações podem ocorrer até 3 hora(s) antes sem custo adicional