5 dicas para lidar com uma pessoa vitimista

Uma pessoa vitimista pode não perceber que é assim, mas também pode utilizar a sua influência para manipular quem está ao seu redor. Assim, torna a relação cansativa e, até mesmo, abusiva.

Não é possível controlar o comportamento de outra pessoa, mas podemos controlar a forma como reagimos a ele. É isso que fará a diferença. Por isso, veja como lidar com uma pessoa vitimista.

1. Evidencie a responsabilidade

O vitimista sempre fala como se não fosse responsável por nada. Ele coloca a culpa na família, no governo, na sociedade, na saúde, em Deus… Além disso, se portam como se fossem as pessoas que mais sofrem no mundo.

O vitimismo o impede de guiar a própria vida e de mudar o que está ruim. Se ele nunca é responsável por nada, também não pode mudar nada.

Neste caso, o ideal é apontar as responsabilidades dele, para que ele tenha consciência. É lógico que o vitimista não vai aceitar isso, pode ficar irritado ou se afastar. Porém, não abandone as tuas perspectivas.

Quando ele falar das dificuldades, mostre que elas existem para todos. Cada pessoa tem suas próprias batalhas e cabe a cada um lidar com elas. Não cabe a nós decidir quais batalhas são justas ou injustas.

2. Aponte o comportamento vitimista

Às vezes, a pessoa não percebe que está agindo assim e nem entende o que provoca em quem está ao seu redor. Devido a isso, é importante falar com cuidado o que está acontecendo. 

Diga como se sente quando ele fala dessa forma, avise-o de que isso pode te afastar se continuar. É importante que o vitimista saiba dos riscos que esse comportamento pode causar.

3. Não caia na rede

O vitimista espera se beneficiar da pena das pessoas, então pode ter diversos comportamentos manipuladores. Especialmente, te convencendo de culpas que não tem.

Tenha em mente qual é a real situação e qual é a responsabilidade de cada pessoa antes de conversar. Para isso, não sinta pressa de responder às demandas do vitimista.

4. Se concentre em si próprio

O que o outro sente e vive é responsabilidade dele. Você precisa focar nas coisas que estão no teu controle. O vitimista pode querer que você sinta o sofrimento dele, mas não é seu papel fazer isso.

Mesmo que o vitimista mostre sofrimento, lidar com os sentimentos é função dele próprio. Se ele não consegue fazer isso, deve buscar ajuda profissional.

5. Se afaste

Em alguns casos, se afastar é a única opção saudável. O vitimista pode levar tempo para elaborar a situação e mudar, porém algumas pessoas escolhem não mudar.