Paternidade: Como nasce um pai

Assim como a maternidade é um momento de muita ansiedade para a mulher, o homem também se sente inseguro e ansioso quando percebe que será pai. Mas, quando um homem se percebe pai? Quando a informação se torna uma realidade para ele?

Cada homem tem o seu próprio tempo para compreender o que está acontecendo. Alguns entendem logo e outros podem nunca entender. Aqui, apresento informações baseados nos discursos masculinos de homens que realizaram orientação teológica, alguns especificamente sobre a paternidade.

Três tipos de homens

Aquele sonha em ser pai

Alguns homens sonham com isso, tanto quanto uma mulher pode sonhar em ser mãe. A paternidade é um momento muito desejado e esses homens se encantam com cada criança que veem, esperando os dias em que irão se encantar com as suas. Esse tipo de homem, tem um instinto de proteção mais intenso, quando a mulher anuncia a gravidez, ele já está preparado para este momento, de tanto que o imaginou e se organizou emocionalmente.

É aquele pai que chora de alegria quando recebe a noticia da gravidez, logo ele começa a pensar no quarto do bebê e nas roupinhas… Ele se descobre pai assim que sabe da existência de seu filho.

Aquele que aceita ser pai

Esse homem não planejou a gravidez, não sonhava muito com ela, mas até acha bom. Pode sentir medo ao receber a noticia, pois quer garantir um bom futuro ao seu filho, pensando nas despesas e também se será um bom pai.

Este homem vai se acostumando com a ideia de ser pai. Ele começa a buscar por informações em relação a gestação e a vida do bebê após o nascimento. Começa a se dar conta do seu papel quando vê a barriga crescendo, ele enxerga concretamente a existência de uma pessoa em formação. Geralmente, é ai que ele se percebe como pai.

Aquele que não quer ser pai

Alguns homens já estão convictos de que não querem ter filhos, por diversos motivos, desde financeiro à conflitos emocionais. Quando uma gravidez não planejada acontece, eles entram em choque. Ficam perplexos pensando e imaginando todas as coisas ruins que podem acontecer, todo sacrifício que precisarão fazer e toda responsabilidade que terão que aprender.

Eles podem ver a gestação como uma grande bomba que irá explodir. Acham que, enquanto o bebê não nasce, ainda têm tempo para ter uma vida sem certas obrigações. Muitos pensam que se percebem pais quando o filho nasce, mas geralmente isso acontece depois que o bebê tem alguns meses e começa a interagir com ele. Ter responsabilidades de pai, não significa se sentir um pai de verdade.

O lugar do pai

De acordo com a nossa cultura, o homem tem um papel de provedor na família. Sabemos que os papeis estão mudando, mas isso não torna a paternidade mais fácil, pode ser motivo para mais conflitos internos. O lado bom, é que abre espaço para o homem construir um caminho melhor.

Os homens têm escolhido participar mais da gestação e viver esse momento intensamente com suas mulheres. Mas ainda pode parecer um espaço estranho, o espaço da mãe. O espaço do pai também precisa ser construído. O espaço do pai era um lugar de severidade, punição, rigor e ordem. Mas esse espaço já não é tão desejado.

Os pais também querem se “derreter” de amor por seus filhos, eles querem mimar e dar carinho, além de limites e ordens. Os pais também aprendem a segurar a criança com “jeito”, fazer mamadeira, trocar fraldas e ajudá-la a adormecer. O pai e mãe devem se unir e organizar uma relação que seja agradável para todos.

Paternidade construída no cotidiano

O relacionamento entre pai e filho é construído no cotidiano. Ambos precisam se conhecer e criar uma linguagem de expressão e comunicação. O pai muito importante para o desenvolvimento emocional do filho, que o vê com exemplo de responsabilidade, segurança e realidade.

Se tornar pai é um processo. Pois, não é algo que acontece simplesmente ao receber um noticia ou ao ver um recém nascido. A cada dia essa noção de paternidade vai se formando. Para passar por esse período com mas tranquilidade, é importante que o homem aceite a suas angústias e a sua ignorância, buscando sempre aprender mais, com amor e resiliência.

Dica para homens

O site masculino chamado Papo de Homem, aborda esse tema de homem para homem, além de tratar outros assuntos que são relevantes para o público masculino. A publicação para qual o link direciona, traz relatos reais de homens que se descobriram pais.

Author:
Teóloga e estudante de psicologia. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.

Contact Us

Remarcações podem ocorrer até 3 hora(s) antes sem custo adicional