Descubra se você está pronto para se casar

Antes de se casar, tanto você quanto seu parceiro deveriam ter algumas habilidades e virtudes já adquiridas para tornar essa jornada mais estável e segura. Os casais que se casam sem elas, vão sofrer para adquirir, afinal o casamento é uma prova de fogo.

Existem casais que se unem sem elas, este podem ficar a relação inteira sofrendo e amando sem entender como isso é possível. Maturidade emocional é essencial para a construção de uma relação duradoura e saudável.

As diferenças não causam angústia

Vocês descobriram que está tudo bem não gostar das mesmas coisas. Nem sempre o casal vai concordar, por isso precisam concordar em discordar.

As atividades que um ama fazer, pode ser muito ruim para o outro, podem não gostar dos mesmos filmes ou dos mesmos lugares, também podem ter diferentes opiniões politicas ou sobre a vida. Isso não vai diminuir o amor e vocês sabem disso.

A grande questão aqui é permitir que cada pessoa tenha seu espaço para se expressar e fazer o que ama. Quando se tenta convencer o outro de que seu ponto de vista é melhor, a relação pode até se tornar abusiva.

Não ficam de mal quando discutem

Vocês sabem que discussões acontecem, mas querem ficar brigados pelo menor tempo possível. Mesmo chateados, se esforçam para resolver o problema e superar as mágoas.

Os casais que ainda não têm maturidade emocional, focam na mágoa. Eles alimentam o ressentimento e tornam o problema muito maior do que ele é.

O futuro juntos é um plano, não uma possibilidade

Vocês têm certeza de que ficarão juntos por muitos anos! Por isso, quando fazem planos para o futuro, a frase  começa com “quando”, por exemplo:

“Quando a gente tiver filhos”

“Quando a gente comprar uma casa”

“Quando nossa vida financeira melhorar”

Casais inseguros em relação ao futuro, começam suas frases com “se”, por exemplo:

“Se a gente tiver filhos”

“Se a gente comprar uma casa”

“Se nossa vida financeira melhorar”

É importante dividir sonhos reais, e vê-los como parte do futuro que virá, não como apenas uma possibilidade. Os casais maduros compartilham e constroem seus sonhos juntos.

Discutem finanças de forma aberta

Falar sobre dinheiro é uma grande barreira na comunicação de muitos casais. motivos de brigas e ressentimentos. Por isso, antes de casar, combinem como a vida financeira será organizada.

Não ameaçam términos

Com certeza a pessoa que fica pensando em terminar não está madura para se casar! Pois, o casamento exige resiliência, perdão e confiança, tudo que uma pessoa com esse pensamento não está pronta para dar.

No casamento, é muito importante que ambos se sintam seguros com a relação e estejam comprometidos um com o outro integralmente. Então, o término passa pela cabeça ou pela boca, talvez exista o medo de se arrepender ou uma chantagem emocional para manipular o parceiro.

Admiram as pequenas características

É muito importante admirar o que é pequeno também, como a forma como a pessoa ri ou jeito de caminhar por exemplo. Essas pequenas admirações também servem de alimento afetivo.

Entendem que diferenças não são defeitos

Além de não ficar mal quando discutir, é preciso entender que algumas coisas nem devem ser discutidas! As diferenças pessoais não são defeitos, o outro não tem que mudar para se adequar a sua vida.

É claro que precisam se ajustar, mas isso significa aprendizado conjunto, não anulação das características de uma pessoa. Se alguém espera que o outro mude e condiciona a felicidade do casamento nesta mudança, certamente não está pronto para casar.

Dividem as decisões importantes

Todos os dias precisamos tomar decisões. Quando se casar, a maioria das decisões serão tomadas em conjunto. Por isso, uma pessoa muito individualista, que gosta de controlar tudo, pode sofrer muito se casar sem estar preparada.

Deste a decoração da casa até aceitar uma proposta de emprego, o parceiro deve participar disso. O território não será mais só seu, agora tudo é compartilhado e deve ser combinado. Você não vai viver somente pra si mesmo.

Não sente que algo está faltando

É importante se sentir satisfeito com o relacionamento e com a vida a dois. Assim, não haverá arrependimentos quanto a escolha de casar. Se a pessoa sente que algo falta, que a vida está sem graça ou sufocante, é um sinal de alerta.

Além disso, ser fiel não exige esforço, é uma tendência natural. Na verdade, a infidelidade nem passa pela cabeça, simplesmente não é uma opção.

Intimidade é o melhor programa

Filme, jantar em casa, caminhar no parque… Esses parecem grandes momentos de prazer a dois! Estar com a pessoa amada é o melhor programa e estar a sós é ainda melhor.  Desta forma, fica entendido que eles são melhores amigos e conseguem se divertir e se comunicar bem.

 

Author:
Teóloga e Psicóloga. Com experiência em dependência química, transtornos alimentares e relacionamentos conjugais e familiares.