Como reavivar a comunicação do casal?

A familiaridade que o relacionamento proporciona, pode fazer a comunicação verbal parecer menos importante do que ela é. O casal vai ficando cada vez mais sem assunto e pode pensar que isso é normal.

Porém, quando o casal precisa se comunicar, a falta de diálogo se torna uma barreira. Por não conversar tanto, muitos pensamentos e emoções se tornam desconhecidos ao parceiro. Isso, gera interpretações erradas acerca do que o outro disse.

Quando começa a surgir um excesso de interpretações erradas e brigas, o casal evita conversar. Desta forma, acreditam estar evitando problemas.

Com o tempo, falar com o outro se torna desconfortável. As pessoas sentem como se estivessem pisando em ovos. Isso denuncia a falta de intimidade do casal. Eles se sentem infelizes e distantes.

Dicas de comunicação

A primeira coisa a entender, é que o casal jamais mais se conhecer completamente. Isso acontece porque as pessoas estão em constante mudança. Por isso, não se contente com uma comunicação fria.

Para a boa comunicação, é preciso estar perto, mas também é preciso abrir espaço e tolerar a falta do outro. Para que exista o que falar, é necessário que a individualidade seja protegida. Assim, também façam coisas sozinhos, com seus próprios amigos. Desta forma, terão novidades para compartilhar.

Uma das maiores barreiras da comunicação é amargura gerada por situações não perdoadas. As idealizações e frustrações devem ser esquecidas e perdoadas para a comunicação não ficar com mensagens ocultas e inseguranças.

É necessário criar situações agradáveis para a comunicação ser permeada de boas emoções. Isso também diminui o estresse do casal, deixando-o mais a vontade para se expressar.

Um dos impeditivos da boa comunicação, é o medo de ser julgado ou mal compreendido. Para vencer isso, é necessário evidenciar mais a compreensão do que julgamentos na hora de se comunicar. Faça isso tentando entender e verbalizando o que o outro pode estar sentindo.

Não tenha pressa para mudar o padrão de comunicação do casal. Respeitar o processo e o tempo do outro é necessário para se habituar.