4 perfis do homem imaturo

O homem imaturo se sente preso quando tem responsabilidades, diz que odeia levar desaforo para casa e não mantém a sua palavra. É muito expressivo e intenso, conseguindo expressar muito bem os seus sentimentos, porém seus impulsos e instabilidade deixam as pessoas ao seu redor inseguras. 

Existem vários tipos de homens assim. O mais famoso é o filhinho da mamãe, mas também temos o especial, o mandão e o irresponsável. Vamos falar sobre cada um deles. Porém, antes entenda o quanto eles podem influenciar a sua vida.

Você acha que pode estar convivendo com um homem imaturo? Muitas pessoas crescem fisicamente, mas continuam tendo comportamentos de crianças ou adolescentes. Isso pode destruir casamentos, famílias e, até mesmo, empresas. Talvez você esteja convivendo com alguém assim ou, talvez, descubra que você é esse alguém.

4 perfis do homem imaturo

1. Filhinho da mamãe

Este aprendeu a ser dependente e obedecer. Isso significa que ele não tem iniciativa para quase nada, para algumas pessoas pode passar uma imagem de relapso ou preguiçoso. A verdade é que ele tem boas intenções e quer ajudar, porém se sente inseguro para fazer isso ou nem percebe o que pode fazer. 

Como ele aprendeu a sempre receber tudo, espera que a esposa faça as atividades básicas do cotidiano e se torna omisso para realizar e programar afazeres. Ele nem sempre faz isso porque espera ser tratado como rei, mas porque não sabe como se comportar de outra forma. Assim, a esposa se sente sobrecarregada e sozinha no relacionamento.

Maridos que agem assim se tornam como uma sombra da mulher. É ela quem vai na frente, toma as decisões e resolve os problemas. Ele se anula, se torna um ninguém no relacionamento. A mulher, sobrecarregada, se afasta dele emocionalmente, pois deixa de o admirar e respeitar. 

2. O especial

Este homem quer ser tratado como alguém especial, pois ele realmente acredita que é especial. Assim, ele quer ser sempre supervalorizado sem oferecer nada em troca disso, por exemplo: quer ser reconhecido no trabalho como o melhor funcionário sem ao menos se esforçar para chegar na hora certa. 

O homem imaturo assim costuma reclamar com frequência, falando especialmente que a vida é injusta, que teve azar em seus projetos ou as pessoas não sabem o valorizar. É aquele empresário que, vendo sua empresa falir, afirma que isso aconteceu porque as pessoas não souberam valorizar seu trabalho, não admitindo que é um péssimo empreendedor. 

Ele adora ser o líder de qualquer grupo, adora quando as pessoas procuram por ele e mostram que o admiram. Por isso, odeio ter um chefe, ser tratado como apenas mais um funcionário é algo que lhe causa repulsa. Ainda que ele seja o funcionário, tenta encontrar motivos para se destacar e se sentir diferente dos demais. 

3. Mandão

Este homem imaturo adora mandar, por algum motivo ele pensa que sabe de tudo o que precisa ser feito, de tudo o que é certo. Além dessa crença, existe um ego que precisa ser alimentado. Ele se sente inferior ou desrespeitado quando não consegue estar em uma posição de controle. 

É típico desse perfil não assumir os próprios erros, sempre colocando a culpa na esposa, nos filhos, no patrão ou nos funcionários… Afinal, se ele admitir sua culpa precisará assumir que não é tão bom assim e poderá perder sua suposta liderança.  A vida familiar com uma pessoa assim se resume a uma monarquia, onde ele é o rei e os outros seus subordinados. 

4. Irresponsável

Esse tipo de homem imaturo vive de impulsos! As suas decisões são tomadas de acordo com seus sentimentos e mudam junto com eles. Por isso, esse homem não é firme nem transmite segurança para as pessoas ao seu redor. Sua família precisa aprender a se virar sem depender dele, afinal ele não assume um papel de provedor e esperam que suas esposas resolvam as coisas chatas.

Eles são negligentes com a educação dos filhos, não os corrigem nem os guiam, a menos que o comportamento dos filhos os faça sentir raiva ou estresse. Um homem assim, movido por impulsos e emoções, tem maiores chances de trair sua companheira. Pois, não se pensam nas consequências a longo prazo. Seus comportamentos se assemelham aos comportamentos de um adolescente. 

Author:
Formada em Psicologia e Teologia, ajuda casais e famílias desde 2016 com Técnicas comprovadas cientificamente.